Raio: Desligado
Raio:
km Set radius for geolocation
Procurar

Carnes

Carnes do Alto TâmegaAs condições edafoclimáticas existentes no Alto Tâmega permitem a existência de pastos em quantidade e com a qualidade suficiente para oferecem produtos que conquistam os mercados mais exigentes, não devendo deixar de se lembrar que as pastagens existentes se adaptam bem às necessidades dos tipos de gado mais frequentes na região – bovino, caprino e ovino –, permitindo aos criadores do Alto Tâmega minimizar a utilização de rações para alimentação do seu gado, melhorando, assim, a qualidade da carne produzida.
Por isso, no Alto Tâmega, podem ser encontrados diversos tipos de carnes às quais tem sido reconhecida a sua qualidade através da sua certificação, que é um importante fator de valorização, permitindo melhorar o rendimento dos seus produtores.
De facto, nesta região existem várias espécies, quer pertencentes ao gado bovino, quer ao gado caprino, cuja carne mereceu das autoridades comunitárias a outorga de certificação que não é mais que uma garantia da sua qualidade. Efetivamente, a suas caraterísticas organoléticas distinguem as espécies existentes nesta região, colocando-as num patamar superior de qualidade, como resultado das suas caraterísticas específicas e da forma como é realizado o seu maneio, em que a alimentação natural desempenha um papel de grande importância.
Nas carnes de bovino destaca-se a carne barrosã, com grande notoriedade, dada a sua qualidade, ainda que no Alto Tâmega possam ser encontradas outras espécies certificadas, como é o caso da carne maronesa, da carne mirandesa e da carne dos bovinos cruzados dos lameiros de Barroso.
Relativamente ao gado caprino, deve referir-se a excelência da carne do cabrito transmontano que permite confeção de um prato que, no Alto Tâmega, é presença indispensável nos dias festivos – o cabrito assado no forno.
Além das carnes referidas que mereceram a outorga de certificação pelas autoridades competentes, há a considerar as carnes provenientes de animais de capoeira que, principalmente nos meios rurais obtêm uma importância significativa não só na alimentação das populações, como também proporcionam, muitas vezes rendimentos suplementares à economia destas famílias. De facto, recorrendo a meios de alimentação natural, consegue-se obter animais de campo que são muito procurados por estabelecimentos de restauração e pela população em geral e que permitem a confeção de receitas tradicionais, com grande interesse gastronómico.

Aves de Capoeira

Aves de Capoeira Alto TâmegaVariedades mais frequentes no Alto Tâmega
Galinha Pedrêz Portuguesa, Galinha Amarela,
Galinha Preta Lusitana

Zona de Produção
Alto Tâmega

Período de produção/comercialização
Todo o Ano.

Caraterísticas do produto
Os animais de capoeira são uma das produções mais caraterísticas das populações rurais, destinando-se, a maioria das vezes, para autoconsumo. Sendo animais com um maneio relativamente fácil, as aves de capoeira são, nesta região, alimentadas com recurso a produtos naturais, evitando-se a alimentação baseada em rações, o que permite a obtenção de uma carne muito mais saborosa e com melhor consistência.
O frango, o peru assado ou o galo estufado, confecionados com recurso a aves de capoeira continuam a ser muito procurados pelos gastrónomos, dada a sapidez e consistência das suas carnes. São também muito procurados os ovos provenientes destas aves, principalmente na confeção de doçaria tradicional e do folar.

Canais de Distribuição
A comercialização de aves de capoeira é, normalmente, realizada pelos produtores locais que vendem as suas produções diretamente no mercado. Os produtores de ovos “caseiros”, normalmente, de muito pequena dimensão, vendem-nos diretamente junto de uma clientela já fidelizada.

 

Entidades de Contacto

CAPOLIB – Cooperativa Agrícola de Boticas

Av. do Eiró, nº9
5460-320 Boticas
Tel.: +351 276 418 170
E-mail: geral@capolib.pt

Cabrito

Cabrito do Alto TâmegaVariedades mais frequentes no Alto Tâmega
Serrana, Bravia,

Zona de Produção
Alto Tâmega

Período de produção/comercialização
Todo o Ano, com especial incidência nos períodos de Páscoa e Natal.

Caraterísticas do produto
Na região do Alto Tâmega pode ser encontrado o cabrito, cuja qualidade lhe mereceu a outorga de IGP – Indicação Geográfica de Proveniência e que resulta do cruzamento livre de cabras das raças Bravia e Serrana. Este cabrito possui uma carne avermelhada e com um sabor caraterístico, muito agradável e suculenta que decorre das condições naturais existentes na região e do cuidado no seu maneio.
O cabrito assado no forno é um dos pratos de excelência do Alto Tâmega, o qual, por si só, atrai elevado número de apreciadores, podendo também ser apresentado de caldeirada ou estufado, formas que são, também, muito apreciadas.

Canais de Distribuição
A comercialização do cabrito do Alto Tâmega é realizada, essencialmente, através de agrupamentos de produtores que as colocam em grandes superfícies e em estabelecimentos especializados, podendo também ser adquiridos diretamente junto dos produtores locais.

 

Entidades de Contacto

ANCABRA – Associação Nacional de Criadores de Cabra Bravia

Bairro do Toural, Apartado 30
5450-000 Vila Pouca de Aguiar
Tel.: +351 259 416 300
E-mail: ancabra@mail.telepac.pt

Cooperativa Agrícola do Barroso
Rua Padre José Alves
5470-247 Montalegre

Cordeiro

Cordeiro do Alto TâmegaVariedades mais frequentes no Alto Tâmega
Churra da Terra Quente

Zona de Produção
Alto Tâmega

Período de produção/comercialização
Todo o Ano, com especial incidência nos períodos de Páscoa e Natal.

Caraterísticas do produto
O cordeiro é uma das produções mais emblemáticas da região do Alto Tâmega, cuja qualidade lhe mereceu a outorga de IGP – Indicação Geográfica de Proveniência e que resulta do cruzamento livre de ovelhas das raças Churra Galega-Bragançana, sendo também conhecido por anho ou borrego de leite. A sua carne é de cor rosada a vermelho claro, tenra e suculenta, com gordura intramuscular que lhe confere aroma e sabor que são inerentes ao modo de produção e tipo de alimentação.
O cordeiro assado no forno é um dos pratos mais procurados pelos gastrónomos no Alto Tâmega,
atraindo elevado número de apreciadores.

Canais de Distribuição
A comercialização do cordeiro do Alto Tâmega é realizada, essencialmente, através de agrupamentos de produtores que as colocam em grandes superfícies e em estabelecimentos especializados, podendo ser adquiridos diretamente junto dos produtores locais.

 

Entidades de Contacto

Cooperativa Agrícola do Barroso

Rua Padre José Alves
5470-247 Montalegre

Leitão

Leitão Alto TâmegaVariedades mais frequentes no Alto Tâmega
Bísaro

Zona de Produção
Alto Tâmega

Período de produção/comercialização
Todo o Ano, em especial nos períodos de Páscoa e Natal

Caraterísticas do produto
A carne de porco é, ainda hoje, um elemento fundamental na alimentação das populações rurais das Terras altas do Norte, dadas as suas possibilidades de cura, através da salga e do seu aproveitamento quase integral. Os porcos bísaros criados em regime semiextensivo, são animais grandes, podendo atingir quase um metro e meio de altura, pele grossa e cerdas compridas, com um dorso arqueado, apresentando uma proporção de músculo maior que gordura, permitindo a obtenção de uma carne com pouco toucinho, mas muito entremeada, cujo sabor é melhorado com a alimentação que é ministrada a estes animais – rica e variada.
O leitão bísaro assado no forno em forno de lenha é um dos pratos gastronómicos com interesse e
oferta crescentes na região.

Canais de Distribuição
A comercialização do leitão bísaro do Alto Tâmega é realizada, essencialmente, através de agrupamentos de produtores que a colocam em restaurantes e em estabelecimentos especializados e podendo ser adquiridos diretamente junto dos produtores locais.

 

Entidades de Contacto

Associação de Produtores de Fumeiro de Montalegre

Praça do Município
5470-214 Montalegre
Tel.: +351 276 510 200
E-mail: fumeirobarroso@gmail.com

Clube de Produtores de Bísaro de Chaves
Marcado Municipal de Vidago
5424-000 Vidago

Vitela

Carne de Vitela do Alto TâmegaVariedades mais frequentes no Alto Tâmega
Vitela Barrosã, Vitela Maronesa, Vitela Mirandesa,
Vitela Cruzada dos Lameiros de Barroso

Zona de Produção
Alto Tâmega

Período de produção/comercialização
Todo o Ano

Caraterísticas do produto
A região do Alto Tâmega, principalmente os concelhos de Boticas, Chaves, Montalegre e Vila Pouca de Aguiar é bem conhecida pela excelência das suas carnes de bovino que resultam de animais provenientes de raças autóctones, alimentadas naturalmente, nos lameiros que
existem em grande quantidade, regados graças à disponibilidade de água, dando origem a carnes macias e bem apaladadas que constituem uma referência na gastronomia nacional.
As carnes de bovino da região do Alto Tâmega são excelentes para grelhar, sendo famosas em todo o país a posta de vitela, nacos de carne grelhados em carvão que mostram o seu sabor e a sua suculência que agradam aos paladares mais exigentes, podendo estas carnes serem
cozinhadas também de outras formas: fritas, assadas ou cozidas, dando sempre mostras da sua excelente qualidade.

Canais de Distribuição
A comercialização das carnes do Alto Tâmega é realizada, essencialmente, através de agrupamentos de produtores que as colocam em grandes superfícies e em estabelecimentos especializados.

 

Entidades de Contacto

CAPOLIB – Cooperativa Agrícola de Boticas

Av. do Eiró, nº9
5460-320 Boticas
Tel.: +351 278 418 170
E-mail: geral@capolib.pt

Associação Nacional de Criadores de Gado de Raça Barrosã
Calçada do Colégio, nº3
5470-265 Montalegre
Tel.: +351 278 518 363

Cooperativa Agrícola do Barroso
Rua Padre José Alves
5470-247 Montalegre